07 de dezembro de 2017 às 13:22

Fernanda Gentil fala da reação tranquila do filho ao saber que era lésbica

Em setembro de 2016, Fernanda Gentil assumiu para o Brasil que estava namorando a também jornalista, Priscila Montandon. Mãe de dois garotos, Lucas, 9, e Gabriel, 2, a apresentadora do "Esporte Espetacular" contou que foi muito tranquilo a revelação para

Em setembro de 2016, Fernanda Gentil assumiu para o Brasil que estava namorando a também jornalista, Priscila Montandon. Mãe de dois garotos, Lucas, 9, e Gabriel, 2, a apresentadora do "Esporte Espetacular" contou que foi muito tranquilo a revelação para os filhos sobre seu relacionamento homoafetivo. 

"Durante todo o período, eu pensava como iria falar para o Lucas, o meu mais velho, o Gabriel era pequeno e não entendia. Para mim, não fazia sentido dizer para ele que não tinha problema nenhum ele ter um amigo negro, gay, gordo, magro, baixo, alto. E aí esconder que tinha uma namorada e pedir para ele não falar para ninguém. Não dá, né? Conflita, não conseguiria conviver comigo mesma assim", explicou a jornalista durante participação no programa "Saia Justa".

Fernanda, no entanto, se surpreendeu com a reação do mais velho. "Ele cagou na minha cabeça. Preparei toda uma palestra com começo, meio e fim, power point, laser, som, fumaça... e quando terminei ele disse: 'É só isso? Adoro ela, mãe. Posso ir pra escola agora?'", relembrou ela sobre o momento em que revelou que era lésbica. 

Gentil ainda explicou que por mais que soubesse que não estava fazendo nada de errado, no momento em que se viu apaixonada, "enlouquecida pela Priscila", só pensava em seu trabalho, na carreira, no fato do país inteiro ficar sabendo. "Quando a gente é uma pessoa pública, você tem que lidar com uma nação opinando sobre a sua vida. Minha única escolha foi não esconder. Mas meus pais, meu irmão e meu ex-marido precisavam saber antes do país."

A jornalista também falou da luta em prol das minorias, entre eles o preconceito contra negros. "Devo lutar contra o racismo mesmo sendo branca. Quanto mais você defender uma minoria sem estar nela, mais maiorias serão formadas. É admirável", finalizou. 

Fonte: UOL

comentários

Estúdio Ao Vivo