14 de maro de 2018 às 00:50

Wagner deixa São Januário debilitado por conta de virose que afetou o Vasco

Um dos que estavam ainda visivelmente debilitados por conta da virose que afetou a delegação do Vasco foi o meia Wagner, substituído no intervalo da derrota do Vasco por 1 a 0 para a Universidad de Chile (CHI) na estreia na fase de grupos da Copa Libertad

Crédito:Bruno Braz/UOL Esporte

Bruno Braz/UOL Esporte

Um dos que estavam ainda visivelmente debilitados por conta da virose que afetou a delegação do Vasco foi o meia Wagner, substituído no intervalo da derrota do Vasco por 1 a 0 para a Universidad de Chile (CHI) na estreia na fase de grupos da Copa Libertadores.

O jogador deixou São Januário agasalhado e com uma toalha em volta do pescoço mesmo com o calor que faz na madrugada desta quarta-feira no Rio de Janeiro.

Questionado se a virose atrapalhou o desempenho cruzmaltino, o volante Wellington preferiu não colocar isso como uma desculpa.

"Olha, quem pode falar melhor sobre isso é o médico. Eu não tenho autonomia para comentar sobre isso. Eu estou aqui para entrar e dar o melhor ao Vasco", declarou.

Além de jogadores, a virose atacou membros da comissão técnica, funcionários e dirigentes. O clube, em nota oficial, descartou a possibilidade de desintoxicação alimentar.

Os sintomas foram náuseas, vômitos e diarreias.

O Vasco agora enfrenta o Cruzeiro, em Belo Horizonte (MG), pela segunda rodada da Libertadores. A partida acontecerá dia 4/4.

Fonte: UOL

comentários

Estúdio Ao Vivo